10 dicas que você precisa saber antes de ir visitar o Parque PETAR

Localizado no sul do Estado de SP, entre as cidades de Apiaí e Iporanga, está o PETAR (Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira). Parque com mais de 350 cavernas, dezenas de cachoeiras, trilhas, comunidades tradicionais e quilombolas, sítios arqueológicos, paleontológicos. É realmente um verdadeiro paraíso escondido entre vales e montanhas e na maior porção de Mata Atlântica preservada do Brasil.

Caverna do Parque Estadual PETAR

História do Parque PETAR em Iporanga

Criado em 1958, por um decreto do governo do estado de São Paulo, o Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira possui uma área aproximada de 35 mil hectares.

É considerado hoje, local perfeito para a prática de esportes radicais, como escalada, rapel e boiacross. Além disso, também é onde acontecem treinamentos de diversas corporações do Brasil e do mundo.

O parque é dividido em 4 núcleos de visitação, e cada um tem um nível diferente de dificuldade. A sequência, de acordo com a dificuldade, é a seguinte: Santana, Ouro Grosso, Caboclos e Casa de Pedra, sendo essa última muito pouco visitada.

Onde Fica o Parque Estadual PETAR

Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (PETAR) se localiza no sul do estado de São Paulo, entre os municípios de Apiaíe Iporanga. Foi criado com o objetivo de melhorar o conceito de meio-ambiente do público, com inciativa dos estudos ecológicos da USP,que fizeram com que o governo decretasse a lei n° 32283, que permitiria fechar aquela área para turismo nas cavernas, cachoeiras e florestas e para estudos de universidades e laboratórios de pesquisa ecológicos sobre a Mata Atlântica.

O PETAR possui uma área de 35772,5 hectares ao todo e aproximadamente 36.000 hectares de um dos últimos remanescentes da Mata Atlântica no estado de São Paulo. Suas montanhas, vales, cachoeiras, rios de águas cristalinas, cavernas, fauna e flora exuberantes tornaram o PETAR um ponto muito importante para o estudo da Mata Atlântica e para o ecoturismo brasileiro. A presença das cavernas em conjunto com a Mata Atlântica preservada propicia ao visitante conhecer diversos ambientes, passar por alguns obstáculos, tomar banho de cachoeiras fora e dentro de cavernas. Sua grande diversidade de roteiros permite agradar desde aos iniciantes até aos veteranos.

Dica 1 –  Pousadas e Camping

Há uma vasta opção de Chalés, Pousadas e alguns Camping para se hospedar quando for visitar o Parque PETAR. Para o seu conforto é importante quando for procurar uma hospedagem checar se eles disponibilizam uma cozinha e/ou oferecem alimentação, pois não há onde se alimentar na cidade.

Há opção também de se preparar antes e fazer compras em um mercado da sua cidade. Assim as refeições diárias, café de amanhã e jantar já ficam garantidos assim como o lanche que é quase obrigatório para levar nas trilhas, umas vez que os passeios levam entre 6hs e 8hs de caminhada por dia.

Os preços das diárias nas hospedagem variam de acordo com a infraestrutura de cada local. É possível em pagar na baixa temporada até R$ 60,00 pela diária.

A taxa de ocupação das pousadas é muito baixa durante o ano todo. A maior parte dos visitantes vem aos finais de semana. Mesmo assim é fundamental que você faça um agendamento prévio. Garantias para você e para o dono da pousada que poderá se preparar para recebê-lo.

Nem todas as pousadas abrem durante a semana. Se o seu interesse for visitar os atrativos do PETAR – Núcleos de Santana e Ouro Grosso prefira ficar em alguma pousada do Bairro da Serra ou no Centro de Iporanga.

trilha-parque-petar

Embora sejam poucos é possível se hospedar em Camping.  Há Camping no Bairro da Serra e outro Camping que fica dentro do Núcleo Caboclos. Esse é do tipo acampamento selvagem.

A taxa da pernoite no Camping do Núcleo Caboclos sai por volta de R$ 20,00 por pessoa. Há necessidade de agendamento prévio na administração do PETAR.

O pagamento dos ingressos, camping ou taxas do veículo é apenas em moeda local (Real) e é aceito apenas em dinheiro. Não são aceitos cartões, cheques ou qualquer outra forma de pagamento.

2 – Horários e Preços do Parque do PETAR

O parque está aberto à visitação das 8 às 17 horas, de terça à domingo (às segundas-feiras não abre, com exceção de feriados prolongados e férias escolares).

A grande maioria dos passeios do parque pode ser feita apenas com Monitores Locais credenciados.

Atualmente, somente 16 cavernas do PETAR estão abertas pra visitação.

Valor do Ingresso (cobrado apenas nos Núcleos Santana, Caboclos e Ouro Grosso): R$ 15,00 por pessoa – maiores de 60 anos e menores de 12 anos de idade são isentos. Estudantes com comprovante escolar possuem 50% de desconto.

Caverna Santana Parque PETAR

3 – Hospedagem – Onde ficar

O PETAR é realmente gigantesco, e definir o lugar correto para se hospedar pode fazer toda a diferença em sua viagem. Os pontos turísticos do PETAR ficam em duas cidades, Iporanga e Apiaí.

Ficar em Apiaí é tranquilo e você vai estar perto do Núcleo Caboclos, que é um dos pontos a serem visitados.

Porém, todos os outros Núcleos do PETAR ficam em Iporanga, então a é bom também se hospedar lá. Mas não bem no centro de Iporanga.

Os dois Núcleos mais visitados e conhecidos são o Santana e Ouro Grosso, e ambos ficam mais afastados do centro, no chamado Bairro da Serra. Esse é sem dúvida, o melhor lugar para se hospedar.

4 – Onde comer no Parque PETAR

Não há grande opção ou variedade. Nem todos abrem no dia de domingo. Algo interessante de se saber: quase todas as pousadas possuem um restaurante com comida caseira e muito boa. É comum quando for agendar a pousada oferecerem à você pacotes all inclusive (com café da manhã, lanche de trilha, jantar e pernoite).

No Bairro da Serra procure pelos restaurantes do Abílio e da Pousada da Diva (comida caseira) e em Iporanga pelos Restaurantes Casarão (à la carte), do Abel (churrascaria) e Quilombo (comida caseira).

boiacross-parque-petar

5 – O que fazer no Parque PETAR

O PETAR (Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira) tem 350 cavernas reconhecidas, mas apenas 16 podem ser visitadas pelos turistas para conhecer tudo isso, seria necessário passar pelo menos 10 dias na região.

Opções para a prática de esportes de aventura (também chamados de esportes radicais) no PETAR são muitas.

Há rapeis de mais de 130 metros de altura, dentro e fora de cavernas, tirolesas, bóia cross, acqua ride, duck, rafting, bike, trekking, escaladas e mergulhos dentro de cavernas (apenas para pesquisadores, com as devidas autorizações), cascading, canyonig, corrida de aventura e espeleo. São algumas das atividades que a região oferece.

O Bóia Cross / Acqua Ride nasceu no PETAR. Surgiu no início da década de 80. Com exploradores que utilizam câmaras de “pneus de fuscas ou caminhões” para levar seus equipamentos (câmera fotográfica, carbureto e roupa seca) para dentro das cavernas. Até que um dia um grupo de amigos resolveu seguir as águas do Rio Betari, que passa pelo Núcleo de Santana, até o bairro. Só deitar nas bóias e deixar o rio levar.

A partir de então, todos que vinham ao PETAR queriam fazer o mesmo. Aí nasceu esse esporte. (Reconhecido pela Associação Brasileira de Esportes Aquáticos e pela Associação Brasileira de Acqua Ride – ABAR).

Algumas dessas atividades como rapel, mergulhos e o bóia cross nível III encontram-se impossibilitadas de se praticar atualmente dentro das áreas do parque. Por isso havendo interesse, deve-se comunicar com antecedência a direção do PETAR para verificar a possibilidade.

De qualquer forma essas atividades devem ser feitas por pessoas experientes e acompanhas sempre por um monitor local.

caverna-da-agua-suja-no-parque-do-petar

6 – O que Visitar no PETAR

– Piscina natural do Núcleo Santana
– Caverna de Santana
– Caverna do Morro Preto
– Caverna do Couto
– Trilha do Betari
– Caverna Cafezal
– Cachoeira Andorinhas
– Cachoeira Beija-Flor
– Caverna Água Suja
– Boia cross
Caverna do Diabo
– Cachoeira do Meu Deus

7 – Dicas do que levar no Parque PETAR

Para visitar o PETAR existem algumas regras. Isso faz com que algumas coisas sejam de uso obrigatório. Seguem algumas dicas que vão deixar a sua visita ainda melhor.

Confira a lista abaixo, e saiba o que levar para o PETAR:

  • Toalha
  • Sapato leve e confortável (Obrigatório)
  • Calça leve e confortável (Obrigatório)
  • Camiseta leve, confortável e COM manga (Obrigatório)
  • Roupa de banho
  • Protetor solar
  • Repelente
  • Óculos de sol
  • Câmera fotográfica
  • Lanterna
  • Mochila pequena (preferência para impermeável, melhor ainda se for do tipo estanque)
  • Roupas extras
  • Lanches

No caso do sapato, camisetas e calça, recomenda-se que seja de materiais que sequem rápido, pois com exceção do Núcleo Santana, nos outros você obrigatoriamente entra na água.

Normas de visitação

Para garantir a segurança de todos e preservar o parque há algumas normas de visitação. Confira abaixo as normas de visitação do PETAR.

  • O guia profissional e licenciado é obrigatório em todos os núcleos, e cada guia pode levar um grupo de no máximo 8 pessoas.
  • Todos os visitantes devem, obrigatoriamente, estar com uma lanterna, calça, sapato fechado e camiseta de manga curta ou comprida. Regatas não são permitidas.
  • Todos os visitantes e guias devem preencher uma ficha de visitação, na portaria de cada núcleo.
  • Em todos os núcleos, paga-se entrada

cachoeira-parque-petar-em-iporanga

8 – Como chegar no PETAR SP

O Petar está localizado no extremo sul do Estado de SP. Entre as cidades de Iporanga e Apiaí. Fica perto de outras cidades como Registro e de grandes parques, como o Parque Estadual da Ilha do Cardoso (Cananéia), o Parque Estadual de Intervales (Ribeirão Grande) e o Parque Estadual de Jacupiranga (Eldorado).

Você já deve ter ouvido falar da Caverna do Diabo, que fica no Parque Estadual de Jacupiranga. O Petar fica um pouco à frente.

Há 2 formas de acesso, principalmente para quem sai da cidade de São Paulo. Uma seguindo pela Rodovia Régis Bittencourt e outra, pela Castelo Branco ou Raposo Tavares.

Para quem vem de Curitiba (sul do Brasil) ou do interior do Estado de SP, os acessos são parecidos, veja o mapa abaixo.

O caminho mais utilizado pelos turistas é o da Régis Bitencourt. Hoje somente um trecho de 50 Km não encontra-se duplicado (sentido SP – Curitiba). Nela há alguns postos da Rede Graal que são excelentes, com as melhores estruturas do país em atendimento e serviços.

Como chegar no Parque do PETAR

O trecho após a cidade de Jacupiranga, até Iporanga, é de mão única. Todo cuidado e atenção deve ser tomado, pois em alguns pontos há buracos e animais na pista. Mas prá que correr?! O visual do Rio Ribeira de Iguape que lhe acompanhará durante todo o percurso é exuberante, requer algumas paradas estratégicas para contemplação e fotografias.

Se for hospedar-se no Bairro da Serra ou dirigir-se até os Núcleos de Santana e Ouro Grosso, irá encontrar cerca de 16 Km de estrada de terra bem conservada, partindo da cidade de Iporanga.

O PETAR está localizado a cerca de 320 km de São Paulo.

Trilha para Caverna Santana no Parque Petar

9 – Pacotes para o Parque PETAR

Os Pacotes PETAR são indicados para iniciantes ou para aqueles que não tiveram ainda a oportunidade de conhecer uma caverna ou de vir ao PETAR.

É importante para uma melhor experiência que o visitante faça uma auto avaliação e escolha o roteiro que seja mais compatível com sua capacidade física.

A visita ao Parque PETAR é um misto de sensações, experiências e superação que vão de atrativos mais conhecidos do grande público à cavernas exóticas e escondidas em meio à Mata Atlântica, com a Casa de Pedra, com a maior boca de Caverna do planeta. O que tem no parque:

  • Trilha
  • Cachoeiras
  • Cavernas
  • Boia Cross

10 – Parque PETAR Telefones úteis

Segue uma relação atualizada de telefones e contatos úteis.

DDD da região: 015

Operadoras de Celular: Vivo, Tim e Nextel (pegam no centro da cidade de Iporanga)

Telefones:

  • Administração do PETAR: 15 3552 1875
  • Delegacia de Polícia Civil de Iporanga: 15 3556 1156
  • Delegacia de Polícia Civil de Apiaí: 15 3552 1333
  • Corpo de Bombeiros de Apiaí: 15 3552
  • Posto de Saúde e Emergência de Iporanga: 15 3556 1584
  • Hospital de Apiaí: 15 3552 1266
  • Polícia Militar de Iporanga: 15 3556 1196
  • Prefeitura Municipal de Iporanga: 15 3656 9830

Fundação Florestal: www.infraestruturameioambiente.sp.gov.br/fundacaoflorestal/

Mais Informações:  www.petarsp.com

Mapa do Parque Estadual PETAR

 Mapa do Parque PETAR

 

 

Compartilhe essa notícia
0Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *